Melhoria Contínua nos Serviços de Tradução

Todas as traduções efetuadas por esta empresa de tradução estão sujeitas a Controlo de Qualidade e o seu resultado é comunicado aos glossaristas, tradutores e revisores. Ainda antes do serviço de tradução ser adjudicado seleciona-se o glossário a utilizar e, se for o caso, adicionam-se termos novos constantes dos textos a traduzir. O glossário é a seguir verificado (CQ1).

A tradução depois de efetuada é lida atentamente pelo próprio tradutor para melhorar o texto onde for necessário. A seguir a tradução é entregue ao revisor. Este analisa os dois textos:
original e tradução e corrige os erros remanescentes (CQ2).

Finalmente o gestor do projeto verifica a formatação e outros detalhes (CQ3).
Os resultados de cada CQ são transmitidos aos intervenientes e registados para incorporação nas bases de dados.
Este processo de melhoria contínua concretiza a nossa procura da excelência.

O nosso processo de melhoria contínua segue o ciclo, já clássico, das actividades PDCA:



Ciclo PDCA

PLANEAR (Plan)

Perceber o objetivo do Cliente. Planear, analisar e elaborar um plano de acção e de alocação de recursos.

FAZER (Do)

Criar e aplicar as metodologias apropriadas, conforme o plano de ação.

AVALIAR (Check)

Monitorar e avaliar periodicamente os resultados internamente e junto dos Clientes. Avaliar processos e resultados, comparar com os objetivos.

AGIR (Act)

Agir de acordo com o avaliado e com os resultados obtidos. Aplicar melhorias. A aplicação do Processo de Melhoria Contínua à nossa atividade tem como referência os nossos objetivos gerais de qualidade:

"Zero erros e zero reclamações"