undefined

Para certos empresários que desempenham cargos fulcrais onde trabalham ou que desenvolvem atividade por conta própria, é complicado gozar férias. Saiba que é essencial fazer pausas para que o seu organismo possa recuperar do stress do quotidiano laboral. Além disso deixa de estar focado apenas no seu círculo e diversifica os interesses, o que até pode ser benéfico para o seu negócio.


Se tem dificuldade em dar esse passo, sugerimos que comece por pagar já as férias. Se pensar que já gastou a verba do transporte e alojamento, de certeza que considera os prejuízos de adiar a viagem, o que vai motivá-lo a ir.


Um dos motivos mais apontados para não ir de férias é não ter em que se possa delegar convenientemente as tarefas. Para inverter esta tendência comece a dar formação a alguém da sua confiança algum tempo antes de se ausentar. Tente fazer essa “passagem” enquanto ainda está na empresa, deixando claro junto de cada empregado como o sistema vai funcionar na sua ausência e o que pretende que esteja feito quando regressar.


Por fim, e talvez o mais difícil… “desligue”. Para quem pratica uma gestão centralizada é quase penoso delegar, mas as férias são ideias para treinar, aos poucos, quem o fica temporariamente a substituir. Evite estar constantemente a verificar o email e reencaminhe as chamadas para o seu substituto. Se, mesmo assim, for difícil afastar-se, tente criar um horário pré-definido para tratar de todos os assuntos e depois disso… regresse às suas férias!