Há várias maneiras de desembocar na profissão de tradutor, mas podemos focar-nos em duas: a primeira é quando uma pessoa tem formação académica e se especializa numa determinada área, aliando estes conhecimentos a uma capacidade linguística e gosto inato;  a segunda, quando o indivíduo, de antemão, direciona os seus estudos e experiências para uma carreira na área da tradução.

Neste último caso, é sempre difícil antever as complexidades do mercado, as suas variantes e até contextualizações sócio-económicas, pelo que reunimos, em seguida, as três questões mais comuns dos tradutores que chegam agora ao sector:

1 ? ?Além da licenciatura qual é o tipo de formação adicional que devo ter??
Uma questão polémica, pois se há quem defenda a formação ao longo da vida de trabalho, também há quem considere que as licenciaturas são praticamente inúteis pelo seu cariz essencialmente teórico. Depende de si (e dos desafios que lhe surgem) decidir se será necessário aprofundar os estudos ou apostar em experiências práticas.


2 ? ?No início, como posso ganhar a experiência que é solicitada nos anúncios de emprego??

Comece por fazer estágios em empresas reconhecidas no mercado. Por exemplo, na M21 Global é feita a aposta em recém-licenciados para que possam ter um contacto mais direto com os clientes, métodos e ferramentas de trabalho. Pode também fazer voluntariado nesta área ? faça uma busca na Internet ? algo que, sem dúvida, vai ser um fator distintivo no seu curriculum.


3 ??Não sei como estabelecer valores?

A maioria das empresas cobra por palavra do texto de origem. Sugerimos a leitura do ficheiro CalPro disponível em //www.atanet.org/business_practices/calpro_us.phponde é possível ter acesso a muitos dos fatores que podem influenciar o preço de uma tradução. Pode ser uma ferramenta muito útil para quem está a dar os primeiros passos no mundo da tradução, no entanto, é sempre aconselhável desenvolver a sensibilidade necessária para adequar os preços ao cliente.
Tem mais questões que considera importantes? Partilhe-as connosco.